quarta-feira, 18 de junho de 2014

do despertar.

Por que não espera até amanhã - para me ver morrendo?
"Vai passar" - o eco das tuas palavras nunca cessou desde então.
Desde o último dia.
Desde a última vez.
Eu deitei ao lado do teu corpo estendido no chão frio, abandonado por ti.
Nos meus sonhos bastava esperar para que tu acordasse do sono profundo e sem volta.
Sem vida.
Quiçá meus desejos se realizassem e eu não acordasse mais com o despertador na melhor parte do sonho.

2 comentários:

Matt disse...

Ai, Gabinho, só você pra escrever lindo assim. <3

Santi Pérez disse...

Genial el outfit! Me encanta!!

Sigue así! :D

www.elvestidordesanti.com